19th Aug 2008

  1. Sign in
    1. Sobre Vida e Morte:


      Nos contam Huston Smith e Philip Novak em seu livro Budismo – Uma introdução concisa:

      “Depois de um árduo ministério de quarenta e cinco anos, quando estava com 80, por volta de 483 a.C., o Buda morreu de disenteria após ter comido uma refeição de carne de javali seca, na casa de Cunda o Ferreiro”.

      Cunda era um antigo compadre de Siddharta, vizinho de porta, e oferecia nesta ocasião, um churrasco por algum motivo de fanfarra.

      Na altura de seus 80 anos, e depois de muitas caipirinhas, cerveja e pagode na laje, o organismo do Buda não resistiu. Porém, agonizante no seu leito de morte, o augusto não deixou a sabedoria de lado e, “sua mente se fixou nos outros. Em meio à dor, ocorreu-lhe que Cunda podia se sentir responsável pela sua morte”. E seu último pedido foi para que seu compadre fosse informado de que de todas as refeições que havia feito em sua longa vida, esta tinha sido uma que lhe abençoara de forma excepcional, por lhe “estar abrindo os últimos portões do nirvana”

      E o livro segue, “Ele reprovou gentilmente muitos que se aproximaram do seu leito de morte, incapazes de conter as lágrimas: “Na hora da alegria, não é apropriado se entristecer””.

      E foi nessa hora que o Buda proferiu uma de suas mais famosas frases: “Porra, o que é um peido pra quem tá cagado!?”. Há porém, a versão que diz que as lágrimas de muitas pessoas em volta, eram por conta da gargalhada incontida que tomou aquele momento da festa, com a cena do Buda caído no chão e todo cagado.

      E nos instantes finais, ainda, o Buda disse, “Todas as coisas combinadas se deterioram. Trabalhe com diligência na sua própria salvação”. Em resumo, “Cuide do seu, porque depois vai tudo virar merda mesmo!”

      E depois disso, se popularizou o ditado, até hoje de grande importância entre os indianos, “Quem tem cu tem medo!”.

      Essa história ainda veio a inspirar muitos artistas. Dentre os quais, Juca Chaves na sua canção cujos versos dizem, “Cagar é bom, é bom demais, se a gente está em paz.”

      Não que eu ache engraçado...

      Este post é uma homenagem ao viciante blog para desocupados, como eu,
      http://ofedor.blogspot.com

      (Na foto, templo budista na Tailândia. Do site www.infobrasil.org)

More from impopular

  1. 16impopular
  2. 22impopular
  3. 20impopular
  4. 15impopular
  5. 5impopular
  6. 30impopular
  7. 19impopular
  8. 1impopular
  9. 16impopular
  10. 16impopular
  11. 14impopular
  12. 10impopular
  13. 26impopular
  14. 11impopular
  15. 5impopular