6th Feb 2008

  1. Sign in
    1. Ok, os discos de vinil foram inventados na década de 1950... mas eles também foram a cara dos 80...
      Quem viveu a "década perdida" e nunca teve seu LP, que atire a primeira pedra!!!
      Discos de novelas da Globo, discos infantis, discos promocionais pequenininhos, discos coloridos (a coleção Meu Disquinho, alguém lembra?), enfim... todos nós que curtíamos música fizemos a festa com os vinis nos anos 80!
      Pra quem nunca viu um LP ao vivo e a cores, taí a definição do vinil pela Wikipédia:

      "O disco de vinil, ou simplesmente Vinil ou ainda LP (abreviatura do inglês 'Long Play'), ou coloquialmente 'bolachão' é uma mídia desenvolvida no início da década de 1950 para a reprodução musical, que usava um material plástico chamado vinil. Veio substituir os discos de 78 rotações, de goma-laca (aqueles pequenininhos de uma música só de cada lado do disco).
      Trata-se de uma 'bolacha' de material plástico, usualmente de cor preta, que registra informações de áudio, as quais podem ser reproduzidas através de um toca-discos.
      O disco de vinil possui micro-sulcos ou ranhuras em forma espiralada que conduzem a agulha do toca-discos da borda externa até o centro no sentido horário. Trata-se de uma gravação analógica, mecânica. Esses sulcos são microscópicos e fazem a agulha vibrar, e essa vibração é transformada em sinal elétrico e por fim amplificado e transformado em som audível (música).
      O vinil é um tipo de plástico muito delicado e qualquer arranhão pode comprometer a qualidade sonora. Os discos precisam constantemente ser limpos e estar sempre livres de poeira, ser guardados sempre na posição vertical e dentro de sua capa e envelope de proteção. A poeira é o pior inimigo do vinil pois funciona como um abrasivo, danificando tanto o disco como a agulha.
      O disco de vinil surgiu no ano de 1948, tornando obsoletos os antigos discos de goma-laca de 78 rotações, que até então eram utilizados. Os discos de vinil são mais leves, mais maleáveis e resistentes a choques, quedas e manuseio. Mas são melhores principalmente pela reprodução de um número maior de músicas (ao invés de uma canção por face do disco) e, finalmente, pela sua excelente qualidade sonora.
      A partir do final da década de 1980 e início da década de 1990, a invenção dos compact discs (CDs) prometeu maior capacidade, durabilidade e clareza sonora, sem chiados, fazendo os discos de vinil ficarem obsoletos e desaparecerem quase por completo no fim do Século XX. No Brasil, os LPs em escala comercial foram comercializados até meados de 1996.
      Com o fim da venda comercial dos discos de vinil, alguns audiófilos dizem preferir ainda o vinil, dizendo ser um meio de armazenamento mais fiel que o CD."

      Controvérsias sobre sua qualidade à parte, o vinil tem ainda um séquito de fãs apaixonados, e muita gente teve seus contatos iniciais com o som de seus cantores e bandas favoritos nos 80 com o bolachão...

      (Continua na próxima postagem...)

More from infancia_anos80

  1. 21infancia_anos80
  2. 23infancia_anos80
  3. 29infancia_anos80
  4. 28infancia_anos80
  5. 1infancia_anos80
  6. 15infancia_anos80
  7. 18infancia_anos80
  8. 27infancia_anos80
  9. 5infancia_anos80
  10. 15infancia_anos80
  11. 8infancia_anos80
  12. 3infancia_anos80
  13. 5infancia_anos80
  14. 4infancia_anos80
  15. 3infancia_anos80
  16. 31infancia_anos80
  17. 27infancia_anos80
  18. 22infancia_anos80
  19. 21infancia_anos80
  20. 11infancia_anos80
  21. 7infancia_anos80
  22. 20infancia_anos80
  23. 16infancia_anos80