2nd Feb 2008

  1. Sign in
    1. Não tenho muitas palavras para descrever o bem que me fazes. Não tenho muitas palavras para descrever como o fazes. Mas a mais pura verdade é que sabes fazê-lo como ninguém, desde o deitar ao levantar, desde o inspirar ao expirar. Nunca criei muitas expectativas quanto à nossa amizade que une as nossas almas numa só. Descobri que não é preciso criar expectativas para tudo na vida, elas mais tarde ou mais cedo, dão-se a conhecer mas, pelo nome de certezas. E a minha certeza neste momento, é que a tua insistência em permanecer na minha vida, não foi em vão. Enquanto dormes, eu ocupo-me a pensar o que seria a minha vida sem o pilar que me construíste. Ocupo-me a pensar que estás sempre quando preciso, no momento certo, há hora certa. Nunca me recusaste um único pedido que fosse. Uma única exigência que fosse. Uma única ajuda que fosse. Sobretudo, admiro essa tua força. Essa tua força que vais buscar às coisas mais simples, mas que te faz viver e esperar por um dia melhor, em que o Sol brilhe também para ti. Por mais pequenas que sejam as palavras que ousas em citar, por mais longo que seja o caminho do nosso reencontro… estarás sempre comigo. Não tenho como te agradecer por todo o apoio que me ofereceste. Não tenho como te agradecer de tudo. Eu sei, “não agradeças”.
      A vida, tem andado de costas voltadas para ti. O que devia ser, não é. Neste momento, tudo anda ao contrário em círculos viciantes. Prometo, que vou fazer desses teus círculos uma única recta, desse teu contrário o certo. Prometo que te vou fazer caminhar sobre a recta, até lhe encontrares o fim. Vais caminhar e caminhar, sempre para a frente, sem voltares atrás. E quando tropeçares, vais ter-me a mim. Vou-te segurar para não caíres. Vou fazer os possíveis para te tirar as pedras do caminho. Vou fazer os possíveis para que olhes para a tua vida e penses que é merecida. Porque tu mereces a felicidade do teu lado. Porque tu mereces a sorte do teu lado. Porque tu mereces tudo. Esse tudo, eu não te posso oferecer. Mas posso sim contribuir, para que juntos sejamos o tudo.

      (Estás a ver ali em cima, aquele malmequer com as pétalas todas? Sou eu. Aquele sem pétalas, és tu. Sabes o que vou fazer? Vou arrancar todas as minhas pétalas e vou colá-las em ti. Vou colá-las com amor para que fique cicatrizado um bocadinho de mim num bocadinho de ti. O bocadinho que o vento levou.)

      Tu sabes que me tens para sempre. "And the sun will set for you"

More from only_if

  1. 27only_if
  2. 24only_if
  3. 22only_if
  4. 21only_if
  5. 17only_if
  6. 15only_if
  7. 9only_if
  8. 8only_if
  9. 3only_if
  10. 31only_if
  11. 30only_if
  12. 28only_if
  13. 23only_if
  14. 18only_if
  15. 13only_if
  16. 7only_if
  17. 3only_if
  18. 2only_if
  19. 1only_if
  20. 30only_if